A Pequena Infante é cheia de reflexões e de histórias para contar! Este é um registro bem diverso da rotina, pensamentos, opiniões, vontades e aspirações... Enfim. Talvez até um pouquinho mais!

Marvel's girl

+ Ver comentários

Esse post é só para confessar como sou um "menino" no quesito filmes da Marvel e DC. Esse detalhe contribui também, então por isso que me considero uma "Marvel's girl". :P Acabei de assistir Captain America: The Winter Soldier e não poderia estar mais empolgada na minha essência de pequena infante. Definitivamente o filme entra para a minha lista de melhores! Talvez, no final das contas, eu goste mesmo é de Joss Whedon, desde que fui apresentada a Serenity e outras coisas boas mais!

Fora X-Men que daqui a pouco está em cartaz, temos por vir:

Guardians of the Galaxy - August 1, 2014;
The Avengers: Age of Ultron - May 1, 2015;
Ant-Man - July 17, 2015
Unannounced films for May 6 2016, July 8 2016 and May 5 2017.

Lembrete: Tenho que assistir Agents of S.H.I.E.L.D.

ps. Gostaria de constar toda a minha indignação pelos cinemas que cortam os easter eggs (logo na páscoa!) que tanto esperamos ao fim dos créditos.

The Night Watch

+ Ver comentários

Esse é um dos quadros mais famosos de Rembrandt. Olha por tudo que ele passou:

On January 13, 1911, a man slashed the painting with a shoemaker's knife.

The work was attacked with a bread knife by an unemployed school teacher on September 14, 1975, resulting in several large zig-zagged slashes. It was successfully restored after four years, but some evidence of the damage is still visible up close. The man was never charged and committed suicide in a mental institution in April 1976.

On April 6, 1990, a man sprayed acid onto the painting with a concealed pump bottle. Security guards intervened and water was quickly sprayed onto the canvas. The acid had only penetrated the varnish layer of the painting and it was fully restored.

E está maravilhosamente exposto na Holanda até os dias de hoje, resistente a todas as adversidades ao longo do século :P

A vida como ela é

+ Ver comentários

Sei que já escrevi muito sobre escolhas por aqui - e isso acaba dizendo bastante sobre mim também. Mas hoje li um texto do Alex Castro que reflete muito do que penso; recorrentemente cito ele aqui no blog, talvez por acompanhá-lo desde os momentos que comecei a escrever essas divagações. Hoje, não concordo com tudo que ele diz, mas as perspectivas dele são sempre interessantes e algumas coisas me marcam, como o texto abaixo:

não existe isso de escolha certa.
não faz sentido se torturar para decidir qual é o caminho certo. isso só leva a infelicidade. pois no primeiro contratempo você vai concluir que caminho certo era o outro, que você escolheu errado, que é um idiota. (e sempre vai haver um contratempo.) a busca pela escolha certa sempre leva à infelicidade, não interessa o resultado.
e eu convido as pessoas a jogarem fora essa noção de certo. se estão considerando seriamente duas escolhas, então é porque com certeza ambas são “certas”, ou seja, ambas tem méritos o suficiente para merecerem consideração e reflexão.
mas a escolha é inevitável. (achar que podemos ter tudo é o maior sintoma de uma personalidade infantil, imatura, narcissista.) então, nos resta medir nossas prioridades e escolher – sempre sabendo que nenhuma escolha é perfeita, sempre sabendo que toda escolha implica uma perda.
uma vez, eu disse no blog que não tinha arrependimentos e caíram vários leitores de pau em mim, dizendo que era impossível, que estava gastando onda, etc. mas eu repito: se você sinceramente encara a vida como expus acima, a própria noção de arrependimento perde o sentido. você não tem COMO se arrepender.
hoje, sabendo tudo o que eu sei, eu não teria ido para os estados unidos em 2005. mas eu hoje só sei tudo o que eu sei porque eu de fato fui para Nova Orleans em 2005 e morei lá por seis anos. e eu sempre vou ter morado seis anos em Nova Orleans. e essa experiência sempre vai ter me modificado e definido. então, não faz nenhum sentido falar em arrependimento. claro que não me arrependo de nada. como poderia?
* * *
para receber os textos do autor:
http://alexcastro.com.br/assine/

Toda escolha é difícil justamente por nos forçar a abrir mão de outras coisas. Costumamos pensar que escolhas são apenas ganhos (no pensamento: "olha, como é bom ter opções e poder decidir!"), mas não consideramos que toda escolha é uma perda. Erros e acertos, tentativa e aprendizagem. Intercaladas notícias boas e ruins pelo caminho. A vida como é ela demonstra que só nos resta assumirmos responsabilidade pelos nossos atos, sem meias-desculpas ou arrependimentos, para arcarmos - e vivermos bem - com as consequências do que escolhemos todos os dias.

Aniversário

+ Ver comentários

Esse ano, tive um primeiro de abril tão leve e alegre! :) Mas o que quero tratar aqui é algo curioso: geralmente, nos dias do meu aniversário, acordo com uma trilha sonora na cabeça - sério! haha. Sou boa nesse negócio de dormir e sonhar, e às vezes o sonho é musical. Lembro que, aos 18, acordei com a ótima música de Morning Glory!

Ano passado, lovefool:


Hoje, acordei com essa, clichê mas que ficou na minha cabeça :)


Mar

+ Ver comentários

Hoje sonhei de novo com o mar. Fazia tempo que não tinha sonhos desse tipo. E é sempre em Manguinhos. Sonhei com uma praia, no amanhecer, em que pairava essa sensação de solitude + voidness, o que foi muito curioso. Sentia isso tocando na areia, olhando para o mar e esperando as ondas/tsunami por vir. E com tranquilidade. Quando o mar finalmente começou a se agitar, meu sonho terminou com a frase "é hora".