Vida de Universitária

+ Ver comentários
Pois é, era demais clamar por um milagre aos céus. Tudo bem, estou tranquila e conformada em não entrar na UnB ainda. Soa clichê, mas realmente fiz o máximo que pude e fico satisfeita em ter feito o meu melhor possível na prova, portanto, fico contente. Contente mesmo, fiquei tão feliz com a prova em si. Seria um milagre ficar entre as 14 melhores notas, mas já incrível ter tentado e tentado bem.

É claro que não posso omitir um certo pesar. Não chega a ser uma tristeza - porque sei das minhas limitações - mas mesmo assim, poxa, não consegui ficar entre o grupo seleto para estudar Relações Internacionais com a melhor qualidade do Brasil, algo que me parece quase surreal.

De qualquer maneira, não sei bem dizer se estaria preparada para tanto. Tantas mudanças para mim em prol dessa meta, a qual eu teria que abrir mão de muita coisa e sacrificar-me por muitas outras também. Não sei até que ponto seria o meu limite de equilibrio nessa situação, tenho de admitir.

Óbvio que se Deus me concedesse tal milagre, eu não contrariaria a vontade divina, pegaria um avião no exato instante para ver meu nome no minhocão da UnB lá e garantir minha matrícula.

Mas enfim. No momento reflito sobre a possibilidade de prestar a prova novamente, no meio do ano - lembrando que a probabilidade de passar aumenta - mas mesmo assim, repenso nas minhas condições. Para realmente passar com segurança, eu teria que ao menos fazer um cursinho em brasília, creio. Não tenho certeza de que meus estudos dêem conta sozinhos aqui em Vitória, apesar do meu esforço e capacidade. E aí preciso ponderar.

Minha atual condição aqui é bem confortável. Quase dá para adaptar um pouquinho do sonho à realidade.

[omitido por respeito]

Por hoje é só. Amanhã será um dia longo, começando cedinho com o "Sermão ao 3º ano" ;D ;P. O dia inclui algo que estou ansiosa faz tempo, a minha nova aula de piano com uma professora mais interessante. Vamos ver como as expectativas serão correspondidas. E ah, mamãe, ela está tentando ser uma boa mãe... Quer fazer um monte de coisa comigo amanhã. Pelo menos já desistiu da idéia de eu receber um monte de agulhada das vacinas, isso fica para depois da cirurgia. Ah é, a "cirurgia" tá chegando, quinta-feira. Explico mais um pouquinho dela depois!

Beijos ;*