Antiga reminiscência de festas julinas

+ Ver comentários


Segue uma breve redação sobre um tema baseado em fatos verídicos, haha ;)

"Heloísa estava inquieta. Imersa em dúvidas; porém, não se aguentava em ansiedade. Não sabia se o que tinha feito era certo. Afinal, ele ainda sim era um estranho e expectativas geram decepções. Tentou, então, fazer o máximo para não se apegar e não criar ideias; mas, acima de tudo, preferira arriscar do que ficar para sempre com aquele sentimento de agonia e desejo. "Porque não?" - esse era seu pensamento.

Aberlado sabia que aquilo não era sensato. Mas, pobre homem, já havia se apaixonado por ela há tempos. Entretanto, nunca teria a ousadia de chamá-la para sair.
Quase enlouquecendo de tanto pensar, decidiu aceitar o convite de Heloísa. Ao chegar na porta da casa dela para irem juntos a uma festa julina, deslumbrou-se. E tudo que aconteceu e poderia acontecer valeu a pena no breve espaço de um abraço perfeito e caloroso entre os dois. Já estava satisfeito e encantado o suficiente. E assim, os dois se olharam e, sem precisarem de nenhuma palavra, sabiam que teriam uma noite maravilhosa e muito mais pela frente.

Entre cores e animação, danças e comidas típicas, começava a se construir uma bela história de amor."

Escrito em Março de 2008, por Agatha Brandão em suas redações de 3º ano.