Arrependimentos?

+ Ver comentários

À medida que passamos a considerar que na vida "There's no such thing as fate, but people's will", vemos que somos responsáveis por nossas próprias ações, de acordo com nossas vontades e escolhas de vida. Se estamos seguros disso, não há remorsos. Devemos fazer nossa vida dar certo, ao invés de "chorar pelo leite derramado". Eu, particulamente, nunca gostei muito dessa história de arrependimentos, pois considero que cada erro deve ser transformado em um aprendizado. Entretanto, isso não significa que devemos ser orgulhosos a ponto de não reconhecermos nossos erros como algo que não deveriam ter acontecido e que, se aconteceram, são de nossa inteira responsabilidade. Ou seja, não é ficar no arrependimento sem poder mudar nada, mas sim reconhecer o erro e transformá-lo. Assim como na História, a vida é feita de ciclos - e podemos ser mais espertos se identificamos os padrões dela, aprendendo com o passado, construindo bem o presente e fazendo um futuro melhor. Devemos crescer com o passado, e não ser consumido por ele. A vida é o agora, é o viver da melhor forma.

Acredito na música do The Cardigans:
And regret on my mind
But I'll be fine

Cause I live and I learn
Yes I live and I learn
If you live you will learn
I live and I learn

God kicked you in the head
So I started a fight
Cause I knew I was right
But I learned I was wrong

Well you get what you give
And hell yes I lived
But if you live as you learn...