O valor da dedicação

+ Ver comentários
Musical note
Uma nota, que tal?

Reflexões de final de semestre: Seria o conhecimento algo mensurável? Não em uma mera nota, pelo menos! Gosto de pensar em nota sendo um valor absoluto de pontos: Exigências fixas, que possam abordar até mesmo os parâmetros individuais decorrentes da subjetividade do ato de aprender e assimilar conhecimento.

Uma anedota: Certa vez, bem pequena, tirei 9,5 em uma prova de uma matéria que eu tinha plena confiança; enquanto o resto da turma tirou 10. Eu, consternada, não entendia porquê. Aí, fui conversar ligeiramente com o professor e ele me disse: - "Sua prova estava, de fato, ainda mais completa do que as dos outros: Mas você sabe que pode fazer muito melhor do que isso, então, faça valer um 10!". Esse foi um marco muito importante para mim, em vários sentidos - e meu desempenho nessa matéria (História, ó!) nunca mais foi o mesmo, nunca mais pude aceitar um mediano geral, ainda que fosse um 10 (mas medíocre!). Portanto, o empenho e a avaliação própria partem de critérios muito mais profundos - e rígidos. E não cambem em um plano de comparação: é referente a um desempenho intrinsecamente seu.

Assim, quando vejo uma nota hoje, penso no valor da minha dedicação acadêmica para com tal matéria e avalio se é razoável. Essa avaliação, surpreendentemente (para o bem ou para o mal), costuma ser inversamente proporcional!¹ ;P Mas demonstra também que o conhecimento é uma infinita dedicação a aprofundar saberes. ;)

¹ Ao mesmo tempo, devo fazer uma crítica: Se há uma disparidade geral entre conhecimento e nota, algo está errado no que se chama de "métodos de avaliação de aprendizagem"! Não nego que sempre há uma parte objetiva no que tange avaliar o aprendizado e o conhecimento, mas... isso deve ser bem-feito!