Conclusões para 2012

+ Ver comentários

Pois bem, eis que 2011 chega ao fim. Sempre gosto de fazer uma conclusão acerca das perspectivas que eu tinha para o ano, almejando sempre constatar a prosperidade que desejamos no ano novo. Reiterando a reflexão anterior, prossigo com as minhas observações pessoais de 2011.
No início do ano, quando estabelecemos metas, acredito que é para nos lembrar que sempre temos grandes horizontes a desbravar e precisamos de foco e determinação para fazer o que precisamos realizar. Mas o melhor da vida é que o caminho sempre nos traz surpresas e mistérios que nos instigam a descobrir mais. E o potencial do ano novo é justamente esse, mostrar que tudo é possível em um novo ano.
Das resoluções que eu havia estabelecido no início do ano, fico muito contente em dizer que foram muito bem resolvidas! Estou tendo mais consciência acerca da importância de cuidar-me, em persistir nas minhas concretizações, em lutar pelos meus sonhos e fazer as escolhas darem certo. Isso culmina em mais auto-confiança e segurança de viver bem. Tentei, também, ser mais atenciosa, gentil e tolerante com o mundo. A solidariedade é essencial todos os dias.

No mais, não parei quieta em 2011. Mil coisas, mil ideias e várias viagens. Adoro essa vida dinâmica! A vida acadêmica, assim, foi muito profícua, repleta de ótimas experiências e realizações! Para 2012, só posso desejar que continue assim - exponencialmente melhor! ;)

Não posso deixar de mencionar, também, que 2011 proporcionou um foco especial para o meu piano, né! Meta imediata é terminar o Grand Roundeau à quatro mãos, de Schubert! :) E, sim... consegui economizar dinheiro para gastar tudo em NY!!! E me parece, até então, que 2012 será surreal!

Agora, só alguns lembretes finais:


Que 2012 seja sensacional!!!