Linguística aplicada

+ Ver comentários


Toda língua é um universo em si, não? E cada vez mais descubro que adoro conhecer melhor sobre linguística - posto que cada linguagem representa um novo mundo; uma vasta cultura que podemos compreender melhor pela base da comunicação. A interpretação sociolinguística demonstra que a linguagem expressa a essência do modo de pensar de um povo, peculiar não somente no sentido atribuído as palavras, mas também na estruturação de ideias. Por isso que não é fácil estabelecer um conceito de equivalência entre palavras, em especial no que tange a tradução, por exemplo. Como "transformar" uma língua em outra, sem perder as características especiais da língua original e apresentar uma forma apropriada ao leitor da outra língua? Isso é linguística aplicada, compreendendo os conceitos de uma tradução comunicativa, semântica e idiomática como ideal. Contudo, não é fácil passar por uma análise minuciosa de transferência e reestruturação de uma língua em outra - devemos, sim, compreender e reformular, mas também justificar as razões do uso de cada palavra: Afinal, ali se encontra a essência de um pensamento singelo.

Igualdade e pluralidade

+ Ver comentários

Sempre almejo desenvolver melhor as reflexões sobre Igualdade desigual; complemento, assim, com o conceito de alteridade: é preciso se reconhecer no outro. Uma vez havendo respeito às diferenças, conseguiremos criar uma base comum na pluralidade. O pressuposto disso é compreensão da dignidade intrínseca a cada ser humano - e a partir daí, já há um direito de igualdade, que transcende todas as diferenças e ao mesmo tempo as unifica.

Nous vivons en relation. L’individualisme au sens de l’égocentrisme n’a pas de sens, ce dont nous avons besoin pour gagner plus de sagesse - une conscience de l’unité humaine, et une conscience de l’unité dans la diversité.

Sabedoria

+ Ver comentários

A sabedoria é algo mais profundo do que o mero conhecimento. Envolve maturidade (cliquem aqui! :) , responsabilidade, comprometimento; em especial, também é a valorização por cada um e por cada experiência que possa nos agregar mais.

Desde Sêneca, cultiva-se sabedoria como alegria e serenidade, o que, ao meu ver, culmina na concepção de Schopenhauer, de grande excelência:
Por sabedoria entendo a arte de tornar a vida mais agradável e feliz possível.

Surreal

+ Ver comentários

Ainda parece meio surreal pensar que, em breve, hei de conhecer a tão famosa New York - um local deveras singular e impressionante. Vamos ver quão encantada ficarei com a cidade! A melhor parte do surreal é visualizar a transformação ao possível - e estou até ansiosa pelo dia que de fato vou estar lá, morrendo de frio no forte inverno! Não tenho dúvidas que será uma experiência única para mim - à princípio, sequer conheço neve ;P e o escopo cultural que essa capital internacional oferece é além da minha imaginação! Veremos como poderei aproveitar ao máximo o melhor que NY pode me proporcionar: Aceito sugestões!

ps. Surreal mesmo é pensar na realização da oportunidade em Harvard!

Source: google.gr via Agatha on Pinterest

Um dia diferente

+ Ver comentários
Boa viagem, Niterói
Ontem tive um dia bem diferente: No meio da rotina, uma viagem aleatória para resolver obrigações (agora sou autorizada para entrar em território americano!). Em outro lugar, paralelo a rotina capixaba, tive um dia tão legal que parei para pensar: Como seria se eu fugisse, sempre que desse, para passar um dia em local diferente?! :) Excepcionando os compromissos com as obrigações, nós não somos obrigados a seguir monotonamente todos os dias de acordo com o planejado, né? Em todo o caso, acredito que devemos cultivar válvulas de escape na rotina: Aquele momento de alegria no dia, seja como for!

E nada mais agradável do que um lugar para passear como o RJ, que proporciona uma charmosa paisagem para apreciarmos! Assim, sempre que tenho a oportunidade, adoro sentar na beira da praia de Icaraí - Niterói - em pleno fim de tarde para refletir sobre a vida perante a linda vista do RJ. É um privilégio maravilhoso, não? Eu digo que se eu morasse lá, daria um jeito de sempre andar na praia no fim do dia, tomar um coco e ainda mais - se desse, acompanharia regularmente as obras no MAC - Museu de Arte Contemporânea! :)

Local onde gosto de parar para refletir sobre a vida e a natureza ;P

O agradável fim de tarde em Niterói

O agradável fim de tarde em Niterói

Um belo horizonte, afinal

+ Ver comentários
Esta é uma continuação dos meus relatos de aventuras mineiras, desde os tempos de MUNs... Como sabem, não sou fã de BH, mas a cada viagem descubro uma nova perspectiva que transforma meu olhar sobre a cidade. À princípio, minha concepção era bem simples: BH = morrinho. Contudo, finalmente consigo compreender a essência do nome de BH: Um belo horizonte, afinal!!! Como pode se ver nas fotos, lá do alto até parece uma metrópole infinitamente plana. Acho bonito é que os meus amigos mineiros realmente gostam¹ da ideia não-plana de cidade e adoram as potencialidades únicas de BH. Então cada vez tento ser mais compreensiva - e bastante conivente, hoje em dia, com essa bela visão.

¹ E que bom que tenho amigos persistentes em me fazer perceber melhor esse Belo Horizonte! ;)

Surpreenda-se

+ Ver comentários
Charles Dickens já dizia: "O homem nunca sabe do que é capaz, até que o tenta". É nesse sentido que gostaria de fazer uma breve consideração de caráter pessoal quanto as minhas experiências na II Competição Brasileira de Arbitragem: Acredito que a grande lição aprendida é sobre a capacidade de auto-superação de cada um nas situações mais inusitadas, diga-se de passagem nas mil e uma inquisições de um tribunal arbitral. É deveras importante perceber o processo construtivo de aprender com as adversidades, crescer e superar as dificuldades. Melhor ainda é descobrir que somos, sim, capazes! Essa descoberta é elementar para angariar mais segurança e confiança em si mesmo - por fim, é muito bom surpreender-se positivamente com o que podemos fazer!

Utopia

+ Ver comentários

Source: google.com via Agatha on Pinterest


Utopia, do Latim: Lugar nenhum

Seguem trechos muito interessantes que se relacionam com várias reflexões deste blog (anexo aos links das palavras). Uma paráfrase das passagens de um ótimo livro do meu Professor Júlio Pompeu, "Somos Maquiavélicos: O que Maquiavel nos ensinou sobre a natureza humana".

A utopia é um país ideal, mas que para existir requer também homens ideais, tão difíceis de encontrar hoje quanto no século XVI ou em qualquer outro tempo.

Filosofia, ser e dialética

+ Ver comentários

Exponho aqui algumas passagens filosóficas que me parecem pertinentes a título de divagação e reflexões posteriores:

Hegel abstractions: Being (thesis), Nothing (antithesis) and Becoming (synthesis)

Platão considera que a investigação filosófica não pode ser colocada como problema teorético apenas, porque tem intrinsecamente um aspecto ético - é a busca e a formação da autoconsciência. A filosofia seria, assim, a atividade do eu em demanda da autoconsciência e, portanto, esforço de superar a divisão do eu e do mundo; divisão na qual o mundo aparece como antítese que, dialeticamente, é a condição de possibilidade da realização do eu.

... entre a Filosofia especulativa e a Filosofia prática não existe um abismo; a Dialética será precisamente, nesse setor, a arte de trabalhar com ambas simultaneamente, aplicando os resultados da Filosofia especulativa na prática, bem como ascender da prática ao especulativo, realizando portanto operações progressivas e regressivas, nas duas direções: uma que parte das ideias universais para as particulares, outra que parte destas para atingir as universais.


A dialética seria o caminho ideal pelo qual a mente se orienta na selva dos conceitos, dos modos, dos gêneros e espécies, das hipóteses e dos pressupostos ocultos, distinguindo, classificando, ordenando. Todo conhecimento profícuo deve proceder em três etapas: a síntese inicial intuitiva, a análise e posteriormente a concreção. Ao método pelo qual percorria essas três etapas denomina-se de dialética concreta, uma arte que soma à elegância e ao rigor das demonstrações escolásticas a riqueza de perspectivas da dialéticas modernas, especialmente a dialética histórica de Karl Marx, a dialética antinômica de Proudhon e a dialética trágica de Nietzsche. A dialética tinha ainda por função fazer a ponte entre filosofia teorética e filosofia prática.


Les doctrines de Spinoza et Kant: les deux seuls systèmes parfaitement cohérent; Schelling s'y efforce, en même temps, de protéger la philosophie critique contre sa propre dogmatisation dans une lettre adresse à Hegel, il écrit à la même époque la différence réelle entre philosophie critique et philosophie dogmatique me semble resider dans le fait que celle-là part du Moi absolu (qui n'est encore conditionne par aucun objet) et celle-ci de l'Objet absolu ou Non-Moi. Schelling voit 'l'essence du Moi', l'alpha et l'oméga de tout philosophie.

Os correios e os cartões

+ Ver comentários
Les souvenirs de @betty2boop
Não posso deixar de expressar minha indignação por aqui: Com a greve dos correios, a cada três dias deixam de se entregar mais de 28 milhões de cartas e pacotes. E essa situação de greve é complicada: Os trabalhadores que só retomam o serviço com a negociação de um aumento salarial maior apresentado pela empresa, que, por sua vez, diz que só reabre as tratativas caso os funcionários voltem a trabalhar.

Àqueles que valorizam o serviço postal e necessitam dele, ficamos à espera... Eu e meus cartões: Os tão preciosos business card e os cartões do postcrossing. :(

O meio e o fim

+ Ver comentários
Washington Monument,  National World War II Memorial and Capitol at Night
The West Wing

Em geral, minha curiosidade com livros e séries se traduz em ansiedade: Posto que se é bom, mal posso esperar pelo o que estar por vir. Não tenho problema com spoilers e tenho uma técnica não-linear de compreender as histórias, ou seja, não me importo em descobrir o fim. Admito que essa ansiedade me deixa apreensiva com o que é interessante, ao mesmo tempo que não compreendo a dinâmica de comédias que são só passa-tempo sem uma perspectiva finalística. Mas reconheço que "o meio" das histórias tem seu valor em tramas como a de West Wing, que cada episódio tem suas próprias passagens impressionantes e singelas, criando longos caminhos imprevisíveis de vida nas 7ª temporadas (então mesmo se eu quisesse ser ansiosa, não daria conta de apressar 7 temporadas assim! :P). Afinal, assim como a vida, um bom futuro se constrói com um agradável presente, não? ;)

Política e persistência

+ Ver comentários
Para mim, nos labirintos da pátria, persistência é a postura do Lula: "Dei 20 anos a perder eleições. Em política, aprende-se muito com as derrotas", palavras do seu discurso na SciencesPo.

Desde que visitei o Palácio do Catete no Rio de Janeiro, o atual Museu da República, vi essa exposição sobre a abertura democrática e as primeiras eleições. Seguem abaixo as fotos que mais me chamaram a atenção:

Que lista grande, não?

Difícil escolha pelo marketing! :P

Ainda que muitos critiquem (ou invejem) o sucesso político de Lula ("mas contra fatos não há argumentos") é inegável reconhecer o longo caminho de persistência política e transformações em prol do Brasil, não? Hoje vivemos em uma cultura democrática, mas ainda temos muito a integrar ao espírito democrático do cidadão brasileiro, desprendendo-nos de sutis modus operandi com traços ditatoriais. Mas afinal, a verdadeira construção de uma democracia não é fácil... E consiste em um caminho infinito.