NYC

+ Ver comentários

Pois bem, muitos posts sobre "New York, New York" estarão por vir. E, finalmente! Não vejo a hora de descobrir por mim mesma qual é a magia dessa cidade que todos amam e são impressionados. Suspeito que a razão de NYC ser tão amada deriva da capacidade cosmopolita que essa cidade consegue ter aos cidadãos do mundo, com infinitas possibilidades do que se conhecer e explorar. Assim, numa cidade tão rica, espero ao menos realizar o que é mais interessante para mim! Parece que todo mundo já foi lá e nem tem graça (não duvido que vou encontrar vários conhecidos por lá, esses brasileiros que estão viajando tanto! mas quero ter uma experiência única, descobrir o que seja realmente singelo para mim nessa cidade tão incrível - em que, sem dúvidas, vou ter momentos inacreditáveis: Imagine eu, no MoMA, podendo apreciar pessoalmente Van Gogh? Ai, ai!!! Neve, arte, cultura, ópera, concertos, musicais, jazz... Apenas parecem próximo de se tornar verdade porque o momento de viajar está chegando! Só seria melhor se eu estivesse acompanhada do meu amado, mas como ele já teve seus singelos momentos por lá, eu também hei de desbravar a cidade por mim própria! E claro, será a primeira de muitas viagens...

ps. a se realizar, ainda tem o sonho de ano novo em NYC com a minha amiga de sempre!

Uma outra perspectiva sobre desejos

+ Ver comentários

Em diversos momentos escrevi sobre desejos e a insatisfação perante a vontade de sempre se querer algo mais, pois a insustentável leveza do ser me intriga. Não só pela literatura de Milan Kundera, mas, em especial, por vivermos isso a todo tempo pela nossa natureza humana e os rumos que escolhemos.

O vídeo acima, de um psicanalista deveras franco - que mostra a importância da singularidade da psicanálise para cada um, no ato de falar com o propósito de reflexão pessoal sobre tudo e nada para um ouvinte objetivo e imparcial - apresenta uma perspectiva diferente do que eu já escrevi. O argumento principal é que enquanto não temos o que queremos, podemos nos queixar, termos desculpas ou esperanças acerca do desejo a ser concretizado. É o típico complexo do "ai, se eu tivesse...". E se você de fato tem, e aí? Como você vai lidar, na realidade, com isso?

Platão possuía uma alegoria para descrever o homem virtuoso, cuja anima era dividida em três partes: a cabeça, representada por um pequeno homem, ou razão. O tórax, representado por um leão, ou a vontade. E o baixo-ventre, representado por uma hidra, ou os desejos.

A metáfora com a Hidra é curiosa, pois representa o eterno das cabeças cortadas simbolizando a perpetuidade dos desejos que, uma vez satisfeitos, dão origem a novos desejos. O virtuoso seria o homem que equilibrasse em seu corpo e 'anima' os três animais

Eu, particularmente, acredito muito nas realizações. Nesse contexto, o ideal para mim é serenidade e equilíbrio: "Há o desejo, que não tem limite, e há o que se alcança, que o tem. A felicidade consiste em fazer coincidir os dois".

Uma observação interessante que li hoje - Jorge Luís Borges* diz que fracasso e o sucesso são dois impostores: Ninguém tem tanto sucesso quanto fracasso porque, no fim das contas, nada disso interessa.

Um detalhe de desejarmos tanto uma coisa é que parece que a graça está no caminho dessa construção, pois a concretização nem parece ser "tão grande coisa", ao meu ver porque sempre almejamos coisas maiores ainda. Mas no meu momento agora, prestes a realizar algo que tanto quero, a ideia de estar em Harvard me parecia tão surreal que ainda nem consigo bem configurar como de fato lá vai ser, só sei que é possível e real. E que vou aproveitar esse instante de realização de um sonho o máximo possível!

Book lovers

+ Ver comentários

No texto "Linguística aplicadada", já havia escrito um pouco sobre "these are not books, lumps of lifeless paper, but minds alive on the shelves", mas é interessante é ver quão especiais são os livros nos quais podemos "we can share minds, great actions and great undertakings".

Hoje, encontrei um meta-livro Book Lust: Recommended Reading for Every Mood, Moment, and Reason para "book lovers". Nesse sentido, observo a paixão da moça do Shakespeare and Company ao falar do seu trabalho e da livraria, vejam:

Abaixo, mais belas imagens que explanam bem as minhas filosofias de vida em relação aos livros! :)

A dinamicidade da música

+ Ver comentários

Eis um vídeo promocional da Zurich Chamber Orchestra que mostra quão interessante é a dinamicidade da música. Segundo os produtores,

The notes and bars were exactly synchronised with the progression in the animation so that the typical movements of a rollercoaster ride match the dramatic composition of the music.

Incrível, não?

Esforços, música e dança

+ Ver comentários

Nessa última semana, houve um aumento considerável nos acessos ao texto das minhas percepções como bailarina e é por isso que aproveito, dado o interesse dos leitores quanto ao ballet, para colocar algumas lindas imagens sobre dança e música. Para mim, significam arte, empenho, disciplina e dedicação. Tentar para conseguir, esforços independentes do tamanho do seu talento. Como exemplo, cliquem aqui para verem um treino Bolshoi. Impressionante, não? Persistência e determinação são palavras chaves para qualquer coisa na vida.

Não sou excepcionalmente boa em nada, bem pelo contrário, mas... Sou teimosa e prefiro não desistir, pois tudo na vida é tempo investido. Além disso, tentar já é reconhecer o potencial de qualquer oportunidade valer a pena, só pela experiência. Sobretudo, o que importa para o mundo é o capital simbólico...

Clima de férias

+ Ver comentários
Source: 9gag.com via Agatha on Pinterest


Adoro divagar sobre as férias pois são um momento singelo para mim: Quando eu consigo me desvenciliar das mil coisas a fazer, minha mente entra em estado de férias e nossa... Nada como a imagem acima para descrever! Mas na verdade, o melhor das férias é ter a liberdade de fazer as coisas por prazer e não por obrigação, que seja estudar, ler e aprofundar os assuntos que gostamos.

Férias, de fato, é poder aproveitar o sol, a praia, as artes... E viajar, claro! Em breve! ;)
Exposição "Os Gêmeos: Fermata"

Free knowledge

+ Ver comentários


Esse post é bem simples: Aproveitando o contexto da SOPA/PIPA, gostaria de expressar o quanto eu valorizo o potencial da internet, uma vastidão digital que nem fazemos ideia (talvez só o google possa nos dizer). Considero a internet um meio incrível, não só de comunicação e de informação, mas de oportunidades, de engajamento de pessoas, de cultura e, principalmente, de conhecimento - entre milhares de escritos, livros e cursos/aulas-vídeo disponíveis (pudera eu dar conta de tudo que quero!). Sobretudo, tanto temos ainda para descobrir: Como poderíamos utilizar muito melhor essa ferramenta ao nosso favor! Como indivíduos, aproveitando o acesso infinito leituras e demais coisas interessantes; Como sociedade, sendo cidadãos mais integrados perante o debate democrático.

ps. Hoje em dia, o que eu mais amo por aqui é o meu lindo pinterest. Contudo, o lugar mais especial sempre será o lastfm! ;) ;*

Os paradoxos da liberdade e da tolerância

+ Ver comentários

Parece clichê iniciar esse texto dizendo que quanto mais complexa uma sociedade é, mais precisamos assegurar pluralidade e liberdade de expressão. Contudo, a reflexão interessante são os paradoxos que a liberdade e a tolerância trazem consigo, numa tarefa incessantemente difícil de acordo com as novas dimensões. Afinal, isso é democracia.

We do not choose political freedom because it promises us this or that. We choose it because it makes possible the only dignified form of human coexistence, the only form in which we can be fully responsible for ourselves. Whether we realize its possibilities depends on all kinds of things — and above all on ourselves.

Globalização

+ Ver comentários


Eis a versão mais criativa de "Ai, se eu te pego". Superando preconceitos, acredito que não existe símbolo mais evidente (e simples!) da globalização do que essa música e o inesperado sucesso em vários outros cantos do mundo. Em geral, a sociedade brasileira (diga-se de passagem, "classe média sofre!") achou "um absurdo"; mas não importa gostar (ou não) da música, vivemos em uma democracia, devemos respeitar toda a diversidade de expressão (que seja música ruim). Além disso, sucesso de música ruim estrangeira pode, mas de música brasileira no exterior não, né? ;P

Cultura litigiosa

+ Ver comentários


Não posso deixar de compartilhar: Descobri hoje esse programa - Judge Judy - e acredito que precisávamos ter uma versão brasileira disso só para mostrar quão dependente do apoio psicológico do Judiciário estamos. Seria interessante fazer um reality-show sobre a idealização do juiz como superego da sociedade e até mostrar como os problemas podem ser resolvidos com uma simples conversa de autoridade, ao invés de causas num ciclo ad infinitum na estrutura recursal. Desde que estudei recursos com profundidade, fiquei perplexa com a reflexão: Como esperamos decisões definitivas, céleres e efetivas se temos um sistema que valoriza a natureza de eterna insatisfação do ser humano? Assim, presenciamos uma desconte cultura litigiosa.

É por essas e outras que prefiro a esfera extrajudicial...

Postcrossing III

+ Ver comentários
Continuando os meus registros de postcrossing, compartilho a minha mais nova forma de organização de cartões: Uma pasta onde categorizo os cartões por região e estilo. Antes havia feito um mural de cartões, mas com tantos cartões bonitos que recebi, ficava indecisa em saber organizar um painel! Seguem abaixo as estatísticas de 2011 do meu postcrossing, apesar de que isso não inclui os queridos cartões que recebo dos meus amigos! ;)

Your 2011 statistics:

The numbers pequenainfante


2011 Ever
Postcards sent 39 46
Postcards received 40 49
Days your mailbox was happy: 24

Others:

Country ranking by sent: 794th
Country ranking by distance: 819th


Country distribution: Sent postcards

Postcards sent


Country Sent Avg travel
U.S.A. 16 42
Finland 5 20
Russia 3 27
Germany 3 49
Netherlands 3 30
Ukraine 2 31
Taiwan 2 24
Australia 2 31
Lithuania 1 39
Canada 1 43
Spain 1 76


Country distribution: Received postcards

Postcards received


Country Received Avg travel
Russia 5 31
Germany 5 19
U.S.A. 5 21
Netherlands 4 22
Finland 3 13
Lithuania 2 56
Malaysia 2 26
Poland 2 14
Taiwan 2 46
Belarus 2 22
Ukraine 1 34
Romania 1 23
Ireland 1 17
Belgium 1 66
Canada 1 15
Switzerland 1 20
France 1 17
Austria 1 18


Top 3 favourite postcards

Sent by you in 2011:

BR-162820 favourited 4 times
BR-136964 favourited 2 times
BR-142273 favourited 2 times

All-time favourites:

BR-117913 favourited 4 times
BR-162820 favourited 4 times
BR-142273 favourited 2 times

Os dias 2012

+ Ver comentários
"Happy New Year Everyone!" (Flickr Blog and Facebook Flickr page)
Eis que se inicia um novo ano: Apenas um simbolismo para marcar a importância das fases em 365 dias ("aproximadamente", já que 2012 é bissexto). Acho importante valorizarmos cada dia das nossas vidas e termos um período de análise começo-fim de etapas: Do que se passou, de quanta coisa mudou e do quanto podemos transformar. Dias, anos, experiências e sabedoria.

Source: flickr.com via Sara on Pinterest


Em um mundo de incertezas complexas e mutáveis, estamos em busca da liberdade e da auto-determinação. Entre o indivíduo e o futuro, sempre há um potencial e, por isso, gosto de traçar perspectivas. Pode ser uma doce ilusão, mas os homens se recusam a aceitar a entropia do universo e, portanto, prefiro a estabilidade do que o caos. ;P

Sendo assim, não peço muito para os dias 2012, na verdade, diria até que minhas perspectivas seguem no mesmo caminho. E quando não temos muito a pedir, devemos agradecer tudo que já alcançamos, valorizar e prezar por mais.



Que nesses dias que estão por vir, eu possa desbravar a vida mais e mais - conhecendo novos horizontes e culturas, tendo novas dimensões do mundo. Que dias ainda melhores estejam no meu caminho para me surpreender positivamente e me deixar mais encantada com a vida. Que eu descubra novos patamares do saber, com persistência (leia-se: paciência :P) e dedicação. Com foco e determinação, que eu possa concretizar ainda mais do que planejo. Que eu tenha mais disciplina para ser deveras eficiente e produtiva. Cada coisa em seu tempo, um dia de cada vez. E assim os anos passam e a vida segue perantes sonhos.
Wait for me somewhere between reality and all we've ever dreamed.