Significações

+ Ver comentários

O livro que mais almejo ler e plenamente compreender se chama O Mundo como Vontade e Representação, de Schopenhauer. Prometo que um dia escreverei sobre isso, mas, a reflexão básica de hoje é pautada em um filme que a minha melhor amiga amou, Life of Pi. Como ponto principal identifico como o homem precisa, necessita, faz questão de atribuir significados aos atos e não consegue aceitar que as coisas simplesmente são. Uma cena marcante (spoilers!) foi a última vez que vemos o "tigre", em que ele desaparece na mata "sem nem dar tchau".




Dessa forma, é interessante observar em como o ator principal gostaria que o "animal" tivesse uma consideração, uma significação a tudo que se passou, assim como ele tem. E acontece que na maioria das coisas da vida, criamos todo um universo de linguagem para justificar um contexto e as nossas posturas - enquanto certas coisas simplesmente são; e ocorrem dispensando todo esse escopo racional. Mas precisamos de um consolo linguístico, não?



Não achava que Life of Pi iria ter todo esse reconhecimento no Oscar de 2013, mas realmente é um filme muito bonito!