Contra o tempo

+ Ver comentários

Ultimamente - todos os dias, na verdade - tenho me sentido correndo contra o tempo. Parei para pensar: Porque mesmo? Porque estou sem tempo até para o blog, alegria das minhas horas vagas? Aí lembro que tenho um prazo atrás de outro prazo (quando eu acho que acabei um aparece outro!), piano, ballet, francês, espanhol, estágio, trabalhos, pesquisa, grupos de estudos, projetos da Associação Brasileira dos Estudantes de Arbitragem e Ufes, né!


Talvez eu só esteja com saudades dos dias de greve, onde somente me dedicava a minha vida acadêmica e fazia tudo que não posso fazer na rotina atribulada: ler meus livros de literatura, estudar francês e espanhol direitinho, ir na academia com fidelidade, ter tempo com as minhas amigas e terapia...

Curioso é que até esses dias de greve eram cheios demais e quanto mais coisas você faz, mais coisas aparecem para fazer! Quando paro para lembrar desse mesmo período no ano passado, me pergunto como consegui fazer tanta coisa ao mesmo tempo, assumindo tantos projetos e obrigações concomitantes - mas acredito que o momento atual está páreo a páreo ou até com o tempo mais ocupado! A graça dos meus dias agora é quando consigo passar uma tarde tranquila em casa ou olho para o relógio atrasado!!!


Mas uma das coisas que eu não gosto de viver contra o tempo é que tudo é contado: se você atrasa um minuto aqui isso terá um grande impacto lá, se você deixa de fazer uma coisa agora isso se torna uma grande enrolação para depois, e assim por diante! Mas vamos tentando viver em meio a esse caos, né?! ;D "No fim tudo se ajeita" é o meu lema!

Última observação, em relação as minhas manhãs, em geral: