Girls

+ Ver comentários

Via de regra, não gosto de Girls. Dos atores meio mais ou menos, da caracterização tão realista que quase denigre, do típico drama feminino egocêntrico. Mas (e aí que vem a graça da vida), se você insiste em algo mais ou menos existem duas possibilidades: (i) você se acostuma; (ii) você eventualmente se surpreende. Escrevo hoje apenas para dizer que finalmente achei um episódio de Girls decente: criativo, dinâmico em vinte minutos (esse é o melhor atributo da série) e real sem forçar a barra - conseguindo até ser verdadeiro e autentico. No final das contas, gosto de Girls porque fico impressionada como a HBO se permite fazer uma série tão intencionalmente despretensiosa - é assim que eu caracterizaria Girls, a vida como ela é (o que às vezes até me espanta - se o mundo feminino está tão difícil assim mesmo). Só para constar, assisto esporadicamente Girls, mas até tive uma frequência mais fiel com essa última temporada já que achei que melhorou um pouquinho. Em todo caso, a HBO tem um voto de confiança comigo desde Rome (uma das melhores séries que já assisti), até aos altos e baixos de In Therapy e Game of Thrones. Mais recentemente, estou hipnotizada por True Detective. Não assisto outras boas produções da HBO e afins porque não é possível ver/ler/conhecer tudo na vida; tenho que utilizar critérios seletivos, cada coisa de cada vez.

obs. Isso faz parte da minha lista de guilty pleasures - acho que deveria ter uma tag no blog disso :P (e meu deus, Revenge recebe uma nota maior no IMDb, vou começar a repensar esse critério de avaliação).